terça-feira, 29 de setembro de 2015

Desafogo para o Mundo

Desde quando a garota chorona voltou? 
Olhar em volta, perceber um mundo tão doloroso onde é você é julgado por amar e não importa pra onde siga sempre dirão que você não foi forte.
Encontro crianças na multidão e aqueles olhares inocentes, que não apontam o dedo, mas te abraçam. Todos nós já fomos crianças, felizes, aquelas sem pais, aquelas que passaram fome ou aquelas que moraram nas ruas. Mas fomos crianças, e no fundo sabíamos qual era o sentido da vida, o viver no mais sincero brincar no final da tarde.

É, mas toda infância tem um fim e junto dela os dias advindos. 

Continuo a olhar o mundo, e enxergo uma ilusória felicidade que é desenhada pelas faces mais tristes....me sento e "Pouco importa venha a velhice, que é a velhice? Teus ombros suportam o mundo e ele não pesa mais que a mão de uma criança. As guerras, as fomes, as discussões dentro dos edifícios provam apenas que a vida prossegue e nem todos se libertaram ainda.".


Citação do poema "Os Ombros Suportam o Mundo" de Carlos Drummond de Andrade


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Pensamentos inusitados | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes