quarta-feira, 12 de novembro de 2014

A blusa azul

De repente não é mais como antes....

Acordo, olho ao lado na cama, você não se encontra ali.
Sinto falta dos encontros no final da tarde, da enorme dúvida que tínhamos sobre qual filme iriamos assistir, e no final sempre era você quem escolhia.

Dos abraços mais duradouros, e o refúgio que encontrava neles.

Lembra de como a gente gostava de conversar sobre as coisas que nos espantavam no mundo? E o que podíamos fazer para melhorá-lo?

Saudades de observar você quando estava distraído, da sua leitura no final da tarde, e de como gostava quando tínhamos gostos parecidos. 

De repente não sinto mais seu perfume, e já nem me lembro quais eram suas manias.
O tempo vai tirando isso de mim aos poucos, e me desespero aqui dentro. Solução? Nos encontrarmos novamente, mas minha realidade impede que isso aconteça agora. 

Estou ansiosa...Ansiosa para poder me reencontrar na sua camisa azul, aquela que me deixa com os olhos fixos na sua cor, que é imensa e bela como o nosso amor.
Azul como o céu e o mar, uma cor bela, uma cor que me deixa feliz e profundamente centrada em você. A cor que me emociona e me encanta, que tem sempre algo a eternizar na minha memória. 


Como a sua blusa azul, de botões pretos , amassada no final da madrugada.





Foto: tumblr

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

4 comentários:

  1. Maravilhoso!!! Fiquei emocionado em ler. Cara, arrepia. Consegui sentir o que a personagem estava sentindo, as palavras foram muito bem colocadas e as concordâncias dos momentos ficaram espetaculares. Viva o amor, neste caso, a saudade, pelo que entendi. Tadinha da personagem. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiwn...Obrigada Bru!! Que bom que gostou (:

      Obrigada pelo carinho..

      Grande abraço e um beijo
      Volte sempre!!

      Excluir
  2. Maravilhoso². Pude imaginar toda uma cena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Kroutz!! Que bom que pude favorecer a sensação pra ti..


      Grande beijo!!

      Volte sempre

      Excluir

Copyright © Pensamentos inusitados | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes