segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Gosto, e como gosto

Aquele sorriso, estampado e que ao redor encontrava-se um charme, sua barba. Tudo isso me convencia o quanto sentia sua falta, o quanto havia me esquecido com era bom ouvir o que tinha para falar. Mesmo tão longe sinto um conforto em poder estar contigo.
Aquele seu olhar, garoto e homem ao mesmo instante. Sabe do que eu gosto. Me conhece e sabe a hora que quero um abraço ou me inundar dando risada no canto da sua boca.
Minha inspiração, garoto dos meus sonhos e também chato.
Sabe, o quanto tenho percebido como é bom deixar-se gostar por alguém, não se restringir, pois com você não tenho medo. Pelo contrário, com você consigo abrir minha infinidade de pensamentos, até aqueles mais obscuros.
Gosto do seu olhar, daquele que me deixa sem jeito e me faz desviar os meus deles. Gosto do seu sorriso, que me faz sorrir e saber que está bem e feliz. Gosto da sua barba, que me faz pensar nas nossas loucuras e desejos mais profundos. Gosto do seu abraço que me faz apenas pedir que não vá embora, que fique mais um pouco para que me perca nele. Gosto da sua boca, que me mantém próxima da sua respiração que é quente .
Gosto do garoto que me faz dar gargalhadas, e do homem que me faz sentir o calor que nosso amor nos envolve.

Simples, do que gosto? Gosto de você, e de te estar fazendo rir nesse momento.


Luna S.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Pensamentos inusitados | Traduzido Por: Mais Template

Design by Anders Noren | Blogger Theme by NewBloggerThemes